Null

 

[/content_box]

Alguns Platôs

1

Manuscritos de Claudio Ulpiano

“A vida, a força da vida, é aquela que transforma os obstáculos em meios, meios de desenvolvimento. Este processo está na base da invenção do homem. O homem conduz a vida ao seu paroxismo: exalta-a, expande-a. Sobretudo quando a vida lhe dá condições de possibilidade para a criação dos problemas. E o problema não é uma deficiência do conhecimento, muito mais que isso – o problema é aquilo que penetra nos horizontes para torná-los ilimitados e sempre, invariavelmente, a serviço da vida.” Este é um pequeno fragmento dos muitos manuscritos de Claudio Ulpiano que digitalizamos para esta seção.

2

Signos Deleuzeanos

Esta seção reúne produções de autores que pensaram e escreveram ‘com Deleuze’ - filosofia, literatura, ciência e artes. "A filosofia de Gilles Deleuze é uma filosofia virtual, no sentido em que hoje se emprega esse termo, quando se fala, de uma maneira estranhamente indiferente, de imagem ou realidade virtual - designando, com isso, um universo inteiramente formado por imagens, e não apenas por imagens com alto teor de real, mas, antes, não deixando mais lugar para a oposição entre o real e a imagem." – Fragmento de texto de Jean-Luc Nancy.

3

dolor sit amet conse ctetur adipisicing elit, sed do eiusmod.

Lorem ipsum dolor sit amet conse ctetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate.

4

cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit

Lorem ipsum dolor sit amet conse ctetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate.

Nós nos aproximamos cada vez mais de um mundo em que a grande revolução, a grande batalha, será do espírito.

O Che Guevara do futuro é o próprio espírito! Ou seja: o esforço enorme da vida para abandonar os domínios da consciência.”

Últimas Postagens

4
0
Signos Deleuzeanos

Antonin Artaud – Acabar com as obras-primas

Uma das razões da atmosfera asfixiante, na qual vivemos sem escapatória possível e sem remédio – e pela qual somos todos um pouco culpados, mesmo os mais revolucionários dentre nós...

0
Aulas Transcritas

Aula 5 – 27/01/1995 – A desumanização é a busca infinita do pensamento

[Temas abordados nesta aula são aprofundados nos capítulos 1 (Implicar – Explicar); 4 (Diferença, Alteridade, Mutiplicidade); 5 (A Fuga do Aristotelismo); 12 (De Sade a Nietzsche) e 13 (Arte e Forças) do livro "Gilles Deleuze:...

0
Aulas Transcritas

Aula 4 – 25/01/1995 – Movimento Aberrante

[Temas abordados nesta aula são aprofundados nos capítulos 1 (Implicar – Explicar); 4 (Diferença, Alteridade, Mutiplicidade); 5 (A Fuga do Aristotelismo); 13 (Arte e Forças) e 20 (Linha Reta do Tempo) do livro "Gilles Deleuze:...

0
Aulas Transcritas

Aula 3 – 23/01/1995 – O Empírico e o Transcendental

[Temas abordados nesta aula são aprofundados na Introdução e nos capítulos 1 (Implicar – Explicar); 6 (Do Universal ao Singular); 7 (Cisão Causal); 10 (Estoicos e Platônicos); 11 (Conceitos); 12 (De Sade a Nietzsche) do livro "Gilles...

1
Signos Deleuzeanos

É inútil revoltar-se?, por Michel Foucault

Por Michel Foucault | Trad.: Vera Lúcia Avellar Ribeiro É inútil revoltar-se? "Para que o xá se vá, estamos prontos para morrer aos milhares", diziam os iranianos no verão passado. E o aiatolá, recentemente: "Que...

0
Signos Deleuzeanos

“O filósofo brasileiro”, por Claudio Ulpiano

Por: Claudio Ulpiano Pode ser surpreendente, mas existe filosofia no Brasil. É evidente que o filosofo brasileiro é uma espécie de buraco no fundo dos oceanos, para onde as águas de todo...

0
Aulas em Áudio

Aula de 19/05/1992 – A arte tem que lidar com a aurora do mundo

A nossa preocupação com a matéria, ao longo da nossa existência, é permanentemente a mesma: que o presente reproduza o passado. Porque se o presente não reproduzir o passado, não...

2

Portfolio

 

fb_image