10 opiniões sobre “Pensamento e liberdade em Espinoza – aula em vídeo de Claudio Ulpiano (Outono de 1988)”

    1. Caro Luiz

      Experimente baixar no seu computador a versão mais atual do Adobe Flash Player, a 10.2. Creio que vai funcionar. Fizemos o teste e comprovamos que o problema é este. Não só este video, mas vários outros precisam desta versão para rodar. O processo é rápido e simples, e o link para baixar é:

      http://www.baixaki.com.br/site/dwnld51303.htm

      Qualquer problema, escreva-nos novamente.
      Um abraço, Os Editores

    1. Olá, Leo

      Sim, existem outras, que estão sendo restauradas e editadas, pois foram recuperadas em estado bem precário. Brevemente estarão no site!
      Um abraço, os Editores

  1. Bruno,

    Obrigado pelo aviso. Este post estava desativado, pois o acesso à esta aula estava sendo feito por “Aulas em Vídeo” no quadrado verde da coluna da esquerda, e também por “Aulas em Vídeo” na mesma coluna, abaixo, onde tem a foto do Claudio. Com o seu comentário, voltamos a reativar o post. Agora a aula tem estes três acessos.
    Um abraço, Os Editores.

  2. Olá, queridos,

    venho somente agradecer pela veiculação dos textos e das aulas do Claudio Ulpiano em meio às demais colaborações. Esse material é muito bonito e o cuidado com que vocês o tratam é dessa mesma ordem (est)ética. Estão reunidos aqui muitos dos meus grandes e fortes motivos de inspiração diária e força para continuar nesse movimento imanente de criação de pensamento e liberdade.

    Muito obrigada!

    Um abraço forte em vocês todos.

  3. Assisto pela enésima vez essa aula emocionante, que é um verdadeiro legado do pensamento do Cláudio.
    Só para dar uma pequena colaborada: A passagem que refere-se ao homem como um “oceano agitado por ventos contrários” encontrase na Ética,Livro 3, prop. LIX, escólio.
    Abçs.

  4. … diz Jean-Claude Dumoncel acerca desse trecho ((do comentário anterior) da Éica: “É interessante que a metáfora seja, aqui, não a imagem do navio à mercê dos ventos mas a da onda.” (Em “Whitehead, ontologie des notions nomades”). Nesse texto, o autor coloca Spinoza como o pensador que compatibiliza a Grande Unidade da Substância (ou Natureza) com a idéia do fluxo ou do processo. Como diz o Cláudio na aula, apontando a característica de processo na filosofia de Spinoza… E mais interessante ainda: daqueles que retomam o processo spinozista renovando-o, por sua própria conta (como os vários autores que Cláudio cita e explica ao longo de sua exposição).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *