Constelação: "Cidade é como uma boca que engole seja o que for" – Bráulio Tavares

“CIDADE É COMO UMA BOCA QUE ENGOLE SEJA O QUE FOR"
Bráulio Tavares
.
“Cidade é como uma boca que engole seja o que for.
Tem caninos afiados e sorriso sedutor.

.
A cidade é como um vale para onde tudo escorre.
Cidade não te agasalha. Cidade não te socorre.

.
Cidade vista de longe é ilusão, é miragem.
De perto ela é armadilha, alçapão e engrenagem.

.
A cidade é uma máquina, de ferro, de moer gente,
Tem um milhão de motores, ferro frio e chumbo quente.

.
Cidade não quer saber teu sonho, teus sentimentos.
Ela te encosta no muro e pede os teus documentos.

.
Patrulha, tropa de choque, traficante, tiroteio...
E a Cidade te pergunta: ‘Tá com medo? Pra que veio?...
"

.
(Folias Guanabaras, set. 2001)


[print_link] [email_link]

2 opiniões sobre “Constelação: "Cidade é como uma boca que engole seja o que for" – Bráulio Tavares”

Deixe uma resposta para Editoria Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *