Anémic Cinéma – Marcel Duchamp (1926)

Anémic Cinéma. Várias versões foram feitas para este curta metragem experimental mudo de Marcel Duchamp, em 1920, 1923 e 1926, quando esta última foi realizada. A brincadeira começa com o título do filme que é um jogo de letras, um anagrama. Os Rotorelevos de Duchamp nos entorpecem, assim como seus trocadilhos em espiral. Este trabalho é uma dentre tantas experiências que o artista fez na tentiva descobrir os efeitos do movimento sobre a percepção humana. Podemos sentir no filme a atmosfera de humor mordaz  presente em toda a obra do artista. Anémic Cinéma foi realizado no studio de Man Ray com ajuda do cineasta Marc Allégret. É uma animação de sete minutos de 10 imagens em espiral alternando com nove trocadilhos em francês de Rrose Sélavy (alter ego de Duchamp):

"On demande des moustiques domestiques (demi-stock) pour la cure d'azote sur la côte d'azur."

"Inceste ou passion a coups trop de famille, à coups trop tirés."

"Esquivons les ecchymoses des Esquimaux aux mots exquis."

"Avez-vous déjà mis la moëlle de l'épée dans le poêle de l'aimée?"

"Parmi nos articles de quinquillerie par essence, nous recommandans le robinet qui s'arrête de couloir quand on ne l'ecoute pas."

"L'aspirant habite Javel et moi j'avais l'habite en spirale."

(fontes: http://www.ubu.com/film/duchamp_anemic.html e http://en.wikipedia.org/wiki/Anemic_Cinema)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *