Film – Samuel Beckett (1965)

[youtube Qox-KbkXITU]

"FILM" foi dirigido por Alan Schneider, sob orientação direta de Samuel Beckett. Na trama, a personagem "O" é interpretada por Buster Keaton que , segundo palavras de Beckett, "busca o não ser e voa à partir de uma estranha percepção que se rompe na inescapabilidade da auto-percepção". No filme, "O", a personagem de Keaton,  é perseguida por "E", o olho da câmera. Enquanto a câmera segue atrás de Keaton, este evitará ser percebido. A câmera "E" permanece, segundo Beckett, em um "ângulo de imunidade" de 45 graus que não deve de modo algum ser excedido, sob o risco de causar à personagem "O" a insuportável "ângústia da imperceptibilidade". (fonte: texto de Katherine Waugh e Fergus Daly)

"FILM" é citado por Claudio na aula Bergson: percepção e memória - "estamos mergulhados num caos de luz : "Um ponto de partida absolutamente necessário para esta aula é uma experimentação que o Samuel Beckett fez;  é um filme, um curta, em que o ator é o Buster Keaton. O que me importa neste caso é a relação integral deste filme com a filosofia de Deleuze".

2 opiniões sobre “Film – Samuel Beckett (1965)”

  1. Olho e mão
    Olho e mão,
    Câmera na mão,
    Pálpebra, coração,
    Pulsação.

    Correspondência,
    Olho e mão,
    Olho e mão,
    Parede,
    Espelho,
    Gato e cão.

    Câmera na mão,
    Passeia pelo chão.
    Não durma não!
    Pulsação.
    Fim.

    Parabéns pela escolha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *